Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Partido Comunista da Grécia (KKE)

 

 

…é de grande importância deixar claro que os problemas da classe operária na Venezuela e em outros países da América Latina não são provocados pela “Revolução” e o “Socialismo”, mas sim pelo capitalismo, que gera o desemprego e a pobreza.

 

 

O KKE manifestou de forma específica e responsável a sua posição sobre os acontecimentos no Partido Comunista dos Povos de Espanha (PCPE), a erosão oportunista-trotskista do grupo de Carmelo Suárez e as suas enormes responsabilidades pela crise e a divisão no PCPE.

 

O nosso partido tem mostrado que a tentativa de caluniar o KKE e o Partido Comunista do México, que desde há muitos anos têm apoiado o PCPE, não tem fundamento, é ridícula e baseia-se em mentiras (se alguém estiver interessado pode ler as respetivas posições em http://inter.kke.gr/es/articles/Posicion-del-KKE-sobre-los-acontecimientos-en-el-Partido-Comunista-de-los-Pueblos-de-Espana-PCPE/, http:// inter.kke.gr/es/articles/Las-calumnias-no-pasaran/).

 

As considerações KKE estão a confirmar-se dia após dia. O delírio que carateriza as posições do grupo de Carmelo Suárez pretende desorientar e reter alguns membros que, todavia, podem observar o trágico percurso liquidacionista deste grupo.

 

Uma vez que a atitude aventureira de Carmelo Suárez ultrapassou todos os limites e envolve de forma provocatória um terceiro partido com o qual o KKE tem relações bilaterais desde há muitos anos, relações que se forjaram em condições muito difíceis, queremos destacar o seguinte:

 

Primeiro: o KKE tem manifestado ao longo dos anos a sua solidariedade internacionalista, ofereceu a sua ajuda de formas diversas aos partidos comunistas que dela necessitavam e o nosso partido recebeu a solidariedade internacionalista em condições difíceis de dezenas de partidos comunistas.

 

O KKE já há muitos anos que apoia a luta do Partido Comunista da Venezuela e expressa a sua solidariedade internacionalista. Recentemente, com várias intervenções e protestos na Embaixada da Venezuela, em Atenas, exigiu o fim do processo de ilegalização do partido irmão na Venezuela.

 

O KKE, perante o 15.º Congresso do Partido Comunista da Venezuela, enviou uma calorosa mensagem de solidariedade internacionalista, condenando qualquer intervenção imperialista e as forças reacionárias, e esta mensagem também foi silenciada pelo grupo de Carmelo Suárez –, se alguém estiver interessado, pode encontrá-la na página http://inter.kke.gr/es/articles/Mensaje-de-Solidaridad-Internacionalista-al-XV-congreso-del-PCV/.

O nosso partido deixou claro em Caracas que seria preferível utilizar as dezenas de mensagens de solidariedade enviadas por Partidos Comunistas e Operários ao Congresso do Partido Comunista da Venezuela e não diminuir a solidariedade num texto em que não pudessem pôr-se de acordo todos os partidos comunistas e que seria apoiado por um número muito menor de partidos comunistas do que os que enviaram uma mensagem de saudação.

 

Segundo: a posição do grupo Carmelo Suárez sobre o “processo revolucionário” na Venezuela não tem nada a ver com a realidade neste país, onde o poder está nas mãos da burguesia e a classe operária está a experimentar uma intensa exploração por parte dos capitalistas, do sistema de exploração e da política dos seus administradores.

 

Na verdade (e isto é muito perigoso) esta atitude incrimina o conceito de revolução e atribui os problemas do capitalismo e da crise capitalista a um “processo revolucionário” inexistente e, por esta razão, é de grande importância deixar claro que os problemas da classe operária na Venezuela e em outros países da América Latina não são provocados pela “Revolução” e o “Socialismo”, mas sim pelo capitalismo, que gera o desemprego e a pobreza.

 

Caso contrário, fomentar-se-ão ilusões perigosas e prejudicar-se-á a luta pelo socialismo, pela abolição da exploração do homem pelo homem.

 

Para estas ilusões contribuem as posições do grupo de Carmelo Suárez, que analisa os acontecimentos com as suas lentes trotskistas.

 

Fonte: publicado em 2017/07/18, em http://www.solidnet.org/greece-communist-party-of-greece/cp-of-greece-comentario-de-la-seccion-de-relaciones-internacionales-del-kke-respecto-al-delirio-y-las-mentiras-del-grupo-de-carmelo-suarez-es

 

Tradução do castelhano de FMO

 

 

Print Friendly and PDF

Autoria e outros dados (tags, etc)



Nota dos Editores

A publicação de qualquer documento neste sítio não implica a nossa total concordância com o seu conteúdo. Poderão mesmo ser publicados documentos com cujo conteúdo não concordamos, mas que julgamos conterem informação importante para a compreensão de determinados problemas.


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.