Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Pedro Miguel Lima

[Este artigo é publicado em 4 partes; hoje, publica-se a primeira]

Trata-se de saber se é a “teoria” neoliberal que dá ao capitalismo as características com que hoje se apresenta diante dos nossos olhos, ou se essa “teoria” brotou das características do capitalismo como hoje o temos. Cumpre definir se é o neoliberalismo a teoria económica que se deve combater ou se é o capitalismo como sistema económico.

 

 

 

Print Friendly and PDF

Autoria e outros dados (tags, etc)

Dean Baker *

É raro que um medicamento ou vacina seja caro para fabricar ou distribuir. Os medicamentos são caros porque damos às empresas farmacêuticas monopólios de patentes. Não é pouco absurdo que tornemos os medicamentos caros com estes monopólios e, depois, lutemos para encontrar formas de os tornar acessíveis.

 

Print Friendly and PDF

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temáticas:

Para enfrentar o presente e preparar o futuro

Dimitris Koutsoumbas - Secretário-geral do CC do Partido Comunista da Grécia (KKE)

O MITO QUE TEM SIDO DESFEITO durante a pandemia de coronavírus é o que afirma que o setor público e o privado podem coexistir harmoniosamente e, assim, contribuir para resolver esta situação. […] A necessidade de um sistema de saúde exclusivamente público e gratuito, com a abolição de qualquer negócio privado, ficou dramaticamente demonstrada.

 

 

Print Friendly and PDF

Autoria e outros dados (tags, etc)

Eugénio Rosa *

Em resumo, em 4 anos de António Costa/Mário Centeno/João Leão o novo investimento público total foi inferior ao “Consumo de Capital Fixo”, ou seja, ao que desapareceu devido ao uso, ao tempo e à obsolescência em 7.493 milhões €. O país ficou muito mais pobre em equipamentos públicos com António Costa/Mário Centeno/João Leão, após a grande destruição levada a cabo pela “troika” e pelo governo do PSD/CDS.

 

 

 

Print Friendly and PDF

Autoria e outros dados (tags, etc)

Partido Comunista da Grécia (KKE)

Aqueles que destruíram e desmantelaram países estão agora a usar a máscara do Bom Samaritano para a sua reconstrução. … E quem são eles? Os que bombardearam países, armaram gangues assassinos e chacinaram povos, os que em tempos de “paz” imperialista estão a sugar os trabalhadores até ao tutano, para aumentar os lucros dos seus monopólios.

 

 

Print Friendly and PDF

Autoria e outros dados (tags, etc)

P. Sainath *

A compaixão pelos pobres diminuiu quando a praga e as suas recordações se foram desvanecendo. […] Descobrimos as condições de vida miseráveis dos migrantes em março deste ano, quando de repente perdemos muitos serviços que tínhamos como garantidos. A compaixão tem esse hábito irritante de se evaporar quando o conforto regressa.

 

 

Print Friendly and PDF

Autoria e outros dados (tags, etc)

Por Oxana Bobrovitch – de uma entrevista a Annie Lacroix-Riz

Os historiadores recordam que, na primavera de 1945, os comunistas estavam simplesmente em vias de se tornar o primeiro partido na França. Ainda a guerra não tinha oficialmente terminado, as eleições municipais fizeram explodir a representação territorial do Partido Comunista Francês (PCF).

 

 

Print Friendly and PDF

Autoria e outros dados (tags, etc)

Helen Yaffe*

Que uma pequena nação insular, sujeita a centenas de anos de colonialismo e imperialismo e, desde a Revolução de 1959, a seis décadas de criminoso bloqueio dos Estados Unidos, possa desempenhar um tão exemplar papel deve-se ao sistema socialista de Cuba.

 

 

Print Friendly and PDF

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temáticas:

Sérgio Tréfaut *

O que poderia fazer o Presidente da República? Poderia muito. Poderia liderar um movimento de pressão internacional. Poderia e deveria convocar o embaixador do Brasil e pedir explicações – nem que seja considerando a comunidade portuguesa no Brasil. A diplomacia não é apenas um entreposto para vender vinhos e azeite

 

 

Print Friendly and PDF

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temáticas:

teleSur

O relatório apresentado pela polícia francesa, no final da jornada, na qual também se  homenageou o americano George Floyd, assassinado pela polícia de Minneapolis, Minnesota, em 29 de maio, não especifica as causas da prisão das 18 pessoas.

Os protestos começaram depois de se conhecer o resultado do relatório sobre a morte de Traore, que faleceu nas mãos da polícia francesa, na Gendarmeria de Persian, após ser preso em Beaumont sur Oise.

 

 

Print Friendly and PDF

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temáticas:


Nota dos Editores

A publicação de qualquer documento neste sítio não implica a nossa total concordância com o seu conteúdo. Poderão mesmo ser publicados documentos com cujo conteúdo não concordamos, mas que julgamos conterem informação importante para a compreensão de determinados problemas.


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.