Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

José Carlos Faria

 

REVOLUCIONAR A ARTE. Quando, às 4.30 da madrugada de 10 de Fevereiro de 1898, veio ao mundo na cidade alemã de Augsburgo Eugen Bertold Friedrich Brecht, filho de um próspero industrial, Marx (falecido em 1883) tinha nascido há 80 anos, o Manifesto Comunista, com o espectro que percorria a Europa, fora editado há meio século e, na Rússia czarista, Konstantin Stanislavsky e Nemirovitch-Dantchenko fundavam o Teatro de Arte de Moscovo.

 

 

 

Print Friendly and PDF

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temáticas:

Bruno Guigue

 

... a vulgar militância a favor dos direitos do homem oculta o facto de que estas liberdades individuais só são efetivas quando os direitos coletivos sejam assegurados por estruturas sociais que os favoreçam. [...] Lutando pelos direitos humanos, lançam água benta nos seus estados de alma de ricos, cujas condições de existência não levam nunca à interrogação sobre as razões profundas da opressão e da injustiça que têm constantemente na boca,  sem saberem do que estão a falar. Que os pobres sejam pobres pouco importa aos seus olhos, pois os pobres reivindicam em geral outras coisas além do reconhecimento dos direitos individuais tornados impossíveis pela ausência dos direitos coletivos.

 

 

Print Friendly and PDF

Autoria e outros dados (tags, etc)

Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV)-Partido Comunista da Venezuela (PCV)

 

O PSUV e o PCV denunciam, perante o mundo, que o imperialismo – através do governo dos EUA e com a subordinada cumplicidade de governos da América Latina e da extrema direita venezuelana –, insiste em criar um expediente artificial em organizações multilaterais contra o nosso país, para tentar justificar uma intervenção internacional, com a possibilidade real de os governos direitistas da Colômbia, do Brasil ou da Guiana criarem uma provocação nas fronteiras.

 

 

Print Friendly and PDF

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ali Mohsin *

 

Desde 2004, o exército paquistanês realizou inúmeras operações de contrainsurgência nas Áreas Tribais Administradas Federalmente (ATAF). Estas operações foram realizadas a mando de Washington e contra a vontade do povo paquistanês.

 

 

Print Friendly and PDF

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temáticas:

Robert Fantina*

 

Por que é que a Palestina reconhece o seu brutal opressor sem exigir a mesma concessão de Israel? Agindo assim, dá alguma legitimidade à ocupação e, de todos os países que em nenhuma circunstância o deveriam  fazer, é a Palestina que está no topo da lista.

 

 

Print Friendly and PDF

Autoria e outros dados (tags, etc)

Secretariado da Federação Sindical Mundial (FSM)

 

09 fev 2018

 

Estas ações são provocatórias e inaceitáveis. A FSM é uma organização sindical internacional de massas e de classe, com 92 milhões de membros em 126 países de todo o mundo. Desde a sua fundação, em outubro de 1945, até hoje, a sua história é pública e bem conhecida. Nunca foi servil com os imperialistas ou as multinacionais. Não venderá agora a sua história.

 

 

 

 

Print Friendly and PDF

Autoria e outros dados (tags, etc)

Polo do Renascimento Comunista em França (PRCF)

 

Como poderia a parte ocidental da Alemanha, a mais vasta, claramente menos afetada pelas destruições da guerra (o essencial dos combates deu-se a leste, pois a derrota dos nazis deve-se às vitórias do exército soviético), nomeadamente a rica região da Baviera e o Rur, dispondo dos principais portos e, sobretudo, dispensada de pagar os prejuízos da guerra e recebendo ajuda massiva dos EUA, não ser mais atrativa do que a parte oriental, mais pequena e totalmente destruída, especialmente para os milhões de alemães que regressavam dos países de leste onde se tinham instalado?

 

 

Print Friendly and PDF

Autoria e outros dados (tags, etc)

Thomas Knapp*

 

As bases militares estrangeiras dos EUA são os principais instrumentos da dominação imperialista global e de dano ambiental, através de guerras de agressão e ocupação.

 

 

 

Print Friendly and PDF

Autoria e outros dados (tags, etc)

Mauro Iasi * [1]

 

Marx disse certa vez que não se deve brincar com a insurreição se não quiser levá-la até as últimas consequências. Ao que parece o lulopetismo espera que as massas garantam que Lula não seja preso e dispute as eleições, mas que depois saiam de cena para que tudo volte aos trilhos da normalidade para que se possa remendar o pacto social esgarçado pelo golpe.

 

 

 

Print Friendly and PDF

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temáticas:

Entrevista a Mohammad Omidvar, da CP e porta-voz do CC do Partido TUDEH do Irão

 

A experiência das duas últimas décadas e várias eleições … provaram que o povo se está, rapidamente, a afastar da estratégia de fazer uma escolha entre “o mal maior e o menor” e não está mais disposto a submeter-se à manipulação das suas exigências pelo regime e os reformistas pró-regime, cujos papéis, atualmente, servem os interesses estratégicos desse mesmo regime.

 

 

 

 

Print Friendly and PDF

Autoria e outros dados (tags, etc)


Nota dos Editores

A publicação de qualquer documento neste sítio não implica a nossa total concordância com o seu conteúdo. Poderão mesmo ser publicados documentos com cujo conteúdo não concordamos, mas que julgamos conterem informação importante para a compreensão de determinados problemas.


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.