Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Federação Sindical Mundial (FSM)

Quase todos os governos – tanto os neoconservadores, quanto os social-democratas –, adotam decisões muito duras e antilaborais. Assim, o movimento sindical de classe em todo o mundo tem de ser coordenado e agir em prol dos interesses da classe operária. O movimento sindical de classe e as suas propostas devem lutar por uma saída alternativa, a outra solução, o outro caminho.

 

Sem Título (39).jpg

 

A FSM está a comemorar o dia da sua fundação e o Dia Internacional de Ação de 3 de outubro de 2018, reivindicando a atualização de direitos na segurança social. O Secretariado da FSM apela aos sindicatos de todos os países para organizarem ações, greves, manifestações e outras atividades, no sentido de dar força ao Dia Internacional de Ação de 2018, sob o lema principal: “Garantir segurança social e saúde gratuita para todos”, em simultâneo com todas as outras reivindicações do movimento sindical de classe, em todos os países do mundo. A classe operária internacional junta a sua voz às palavras de ordem: segurança social pública e saúde gratuitas para todos, semana de trabalho de 35 horas - 7 horas por dia - 5 dias por semana, negociação coletiva, liberdades sindicais e democráticas, solidariedade com o povo da Palestina.

A Segurança Social e a Saúde são questões que podem unir os trabalhadores em todo o mundo, a fim de organizar – sob as bandeiras, as palavras de ordem e os princípios da FSM – diversas ações militantes, com o objetivo de mobilizar os trabalhadores. As mobilizações e as ações vão exigir segurança social, saúde e empregos estáveis ​​para todos, a eliminação das causas que geram as privatizações na saúde e os cortes na segurança social, bem como medidas para a proteção dos desempregados.

Não há razões para a existência de pobreza, guerras imperialistas, destruição do meio ambiente, exploração capitalista, privatização dos bens e recursos públicos, desmantelamento de hospitais e do sistema de educação, a não ser a ganância implacável de poucos capitalistas pelo lucro e os mecanismos e Estados que os suportam, causando sofrimento, escassez, altos preços e poluição ambiental. A questão é oportuna e crucial. Em muitos países, há debates consideráveis ​​sobre a Segurança Social. Quase todos os governos – tanto os neoconservadores, quanto os social-democratas –, adotam decisões muito duras e antilaborais. Assim, o movimento sindical de classe em todo o mundo tem de ser coordenado e agir em prol dos interesses da classe operária. O movimento sindical de classe e as suas propostas devem lutar por uma saída alternativa, a outra solução, o outro caminho.

Em 3 de outubro de 2018, em todos os países, avançamos para garantir a segurança social e cuidados de saúde gratuitos para todos. Lutamos pelos nossos direitos! Organizem em cada um dos vossos respetivos países a ação que considerem adequada e juntem-se à luta internacional da classe operária!

 

O Secretariado

 

Fonte: http://www.wftucentral.org/wftu-statement-for-the-international-action-day-2018/, publicado em 2018/09/28, acedido em 2018/09/30.

 

Tradução do inglês de MFO

 

Print Friendly and PDF

Autoria e outros dados (tags, etc)



Nota dos Editores

A publicação de qualquer documento neste sítio não implica a nossa total concordância com o seu conteúdo. Poderão mesmo ser publicados documentos com cujo conteúdo não concordamos, mas que julgamos conterem informação importante para a compreensão de determinados problemas.


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.