Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Partido Comunista dos Povos de Espanha-Partido Comunista dos Trabalhadores de Espanha (PCPE-PCTE)

… sem renunciar de todo à luta pela sigla PCPE, que está em curso nos tribunais burgueses, devido à obstinação de alguns dos nossos antigos companheiros, a partir de hoje, 03 de março de 2019, quando se cumprem os cem anos da criação da Internacional Comunista, o nosso partido passa a denominar-se Partido Comunista dos Trabalhadores de Espanha (PCTE).

 

Sem Título (31).jpg

O Comité Central do Partido Comunista dos Povos da Espanha, reunido em Madrid, em 3 de março de 2019, de acordo com as resoluções aprovadas no XI Congresso Extraordinário, realizado em novembro de 2017,

Considerando,

Que é um facto que há dois partidos que têm vindo a utilizar a denominação PCPE na sua atividade política diária, após o V Pleno do Comité Central, realizado nos dias 22 e 23 de abril de 2017. Essa reunião abriu um período em que têm existido, na prática,  duas organizações que têm atuado sob o mesmo nome e com os mesmos símbolos, mas com distintos órgãos políticos e executivos, com diferentes publicações e com diferentes pessoas à frente do Secretariado-geral.

Que, ao longo destes quase dois anos, pudemos comprovar como esta situação de duplicidade se foi tornando, cada vez mais, num problema de grande magnitude para o desenvolvimento do nosso trabalho político, dado o risco de nos atribuírem, erroneamente, – como já aconteceu –, posições políticas e ideológicas que não compartilhamos e que são fruto do ecletismo ideológico e dos desvios de antigos companheiros nossos, que, no momento próprio, já foram denunciadas pela maioria das células e comités do PCPE, pela maioria dos Coletivos de Jovens Comunistas, por uma Conferência Central e por um Congresso Extraordinário.

Que sempre mantivemos que era possível uma solução política para a crise no PCPE, sobretudo para evitar que fossem os tribunais burgueses a decidirem sobre o futuro do nosso Partido. Infelizmente, foram outros que preferiram tentar ganhar a sua legitimidade nos tribunais, enquanto encobriam a sua incapacidade política sob um manto de insultos e ameaças, que acabaram por cobrir de lama uma sigla com 35 anos de história.

Que, nas relações internacionais, a existência de dois partidos com o nome PCPE, ambos membros do Encontro Internacional de Partidos Comunistas e Operários, é uma anomalia e uma dificuldade adicional para o trabalho comunista neste campo, onde as relações de cada partido devem poder construir-se e desenvolver-se livremente, sem manobras ou confusões que não beneficiam ninguém.

Que o XX Encontro Internacional de Partidos Comunistas e Operários, reunido em Atenas, em novembro de 2018, acordou em reconhecer a existência de dois PCPE, mas, ao mesmo tempo, solicitou que ambos tratassem de resolver a atual situação, sem gerar mais debates estéreis ao Movimento Comunista Internacional, incluindo expressamente a mudança de nome de um dos dois partidos como uma solução.

Que somos herdeiros da luta comunista que se vem desenvolvendo na Espanha desde a criação no nosso país da primeira Secção Espanhola da Internacional Comunista. Do PCE, de Jose Diaz e de Dolores, do PCOE [1], de Líster, – que denunciou a traição de Carrillo –, e do PCPE – e das organizações que se uniram para o criar naquele Congresso de Unidade, em 1984 – que foi capaz de organizar em todo o país os comunistas que resistiram, como melhor puderam, ao eurocomunismo e ao posterior triunfo contrarrevolucionário na URSS e no resto do bloco socialista europeu.

Que o XI Congresso (Extraordinário) do PCPE marcou um ponto de viragem na luta comunista no nosso país e abriu uma nova era em que, depois de várias décadas de luta, se recupera o caminho leninista em Espanha. Como dizíamos então, é hora de recuperar o caminho indicado pela Grande Revolução Socialista de Outubro e forjar o Partido que conduza a nossa classe operária ao poder.

Por tudo isso, o Comité Central do PCPE, em reunião extraordinária, em Madrid, com base nos acordos do XI Congresso (Extraordinário) do PCPE,

Acorda

Que, sem renunciar de todo à luta pela sigla PCPE, que está em curso nos tribunais burgueses, devido à obstinação de alguns dos nossos antigos companheiros, a partir de hoje, 03 de março de 2019, quando se cumprem os cem anos da criação da Internacional Comunista, o nosso partido passa a denominar-se Partido Comunista dos Trabalhadores de Espanha (PCTE). Poderá adaptar o seu nome à realidade linguística e cultural da Catalunha, Galiza e País Basco, mantendo nas suas funções todos os seus órgãos e responsáveis, mantendo também como organização juvenil os Coletivos de Jovens comunistas (CJC), o jornal Novo Rumo, a revista Nossa Política e a participação na Iniciativa de Partidos Comunistas e Operários da Europa, na Revista Comunista Internacional e nos Encontros Internacionais de Partidos Comunistas e Operários.

Que se dará imediato conhecimento da presente resolução aos Partidos Comunistas e Operários irmãos de outros países, às organizações políticas, sindicais, sociais e culturais com as quais temos contacto, e que se publicará nos média do Partido, para conhecimento geral.

 

Em Madrid, a 3 de março de 2019

 

Notas

[1] PCOE: Partido Comunista Operário Espanhol, marxista-leninista, fundado por Enrique Líster, em 1973, depois da sua saída do Partido Comunista de Espanha (PCE),  originada pela postura eurocomunista deste partido. Em 1986, depois da expulsão de Santiago Carrillo do PCE, Líster e mais 10.000 militantes regressaram ao PCE e anunciaram a dissolução do PCOE[,, embora um setor minoritário se tenha oposto a isso.

 

Fonte: http://www.partido-comunista.es/comunicados-centrales/resolucion-del-comite-central/, acedido em 2019/04/12

 

Tradução do castelhano de MFO

 

Print Friendly and PDF

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temáticas:



Nota dos Editores

A publicação de qualquer documento neste sítio não implica a nossa total concordância com o seu conteúdo. Poderão mesmo ser publicados documentos com cujo conteúdo não concordamos, mas que julgamos conterem informação importante para a compreensão de determinados problemas.


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.