Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Aleka Papariga *

“Depois de cada tal período de participação, os PCs perderam o poder em benefício da social-democracia; eles foram enfraquecidos, precisamente porque eles eram vistos como tendo compartilhado a responsabilidade, mas também porque a parceria com a social-democracia exerce uma pressão maior sobre PCs do que eles podem exercer sobre a social-democracia. […]

O poder popular é uma solução política e governamental; daí que o KKE e o Movimento não estejam limitados por uma luta de oposição, uma luta para causar danos aos governos burgueses sem ter uma proposta alternativa para o poder.”

 

 

Print Friendly and PDF

Autoria e outros dados (tags, etc)

Javier Gómez Sánchez

O maior risco que enfrentamos na elaboração desta Reforma Constitucional é que, na ânsia de fazer avançar o país para novos direitos e garantias, percamos aqueles herdados da Cuba de 1976. Essas conquistas não caíram do céu, mas surgiram sim da identificação maioritária do povo com a ética comunista, que sustenta o socialismo cubano. Ninguém sabe o que tem até que o perde. Tire-se a componente comunista e o socialismo cubano terá os seus dias contados.

 

 

 

Print Friendly and PDF

Autoria e outros dados (tags, etc)

Polo do Renascimento Comunista em França (PRCF)

Para nós, marxistas-leninistas, é nosso dever fazer prova de lucidez e de verdade perante os acontecimentos e fazer uma leitura de classe. Acabar com ilusões e mistificações só pode reforçar o movimento em direção ao renascimento comunista, a construção do partido leninista do nosso tempo, que é a condição necessária para uma perspetiva de vitória para as forças operárias, progressistas e patrióticas do nosso país.

 

 

Print Friendly and PDF

Autoria e outros dados (tags, etc)

Catarina Casanova e Gil Santos *

Interpretando os eurocomunistas de Champigny a “democracia avançada” não é mais do que uma reforma do próprio capitalismo, uma vez que o domínio político da burguesia continua. Como é que pode haver domínio político do proletariado num Estado controlado pela burguesia? O Manifesto de Champigny é mudo sobre esse assunto.

 

 

Print Friendly and PDF

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ana Pato e Gil Santos *

 

…se reconhecermos que o Estado é uma forma de gestão da dominação de uma classe sobre outra, assumindo sempre que necessário o seu poder de uma forma violenta, como supor que a forma prática de libertação da classe dominada possa não ser, também ela, violenta?

 

 

Print Friendly and PDF

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ivan Pinheiro (fevereiro de 2005)

 

Tribuna de debates ao XIII Congresso nacional do PCB

 

Alguns Congressos depois, ainda encontramos entre nós quem defenda as teses contra as quais nos insurgimos: o mesmo tipo diluído de partido, a mesma linha política de conciliação de classe, o etapismo, a aliança com a burguesia nacional, a ocupação de cargos a qualquer preço, o privilégio da luta institucional.

 

 

 

Print Friendly and PDF

Autoria e outros dados (tags, etc)

Anita Leocadia Prestes

 

O retrocesso produzido pelos golpistas na vida nacional não deve obscurecer a responsabilidade dos governos do PT pela situação hoje presente no Brasil. Contrariando o que haviam imaginado e proposto pensadores marxistas como Florestan Fernandes, nos primeiros anos de existência do PT, o “partido dos trabalhadores” transformou-se numa versão brasileira da social-democracia europeia, com a diferença de que os conflitos sociais no Brasil, resultado de desigualdades extremas, não têm solução, mesmo que temporária, nos marcos do capitalismo, como aconteceu com o “estado do bem-estar social”, criação dos partidos social-democratas na Europa. Experiência esta hoje falida, como é do conhecimento geral.

 

 

 

   

Print Friendly and PDF

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pedro Miguel Lima

No quadro do capitalismo, quando uma organização de classe lança uma palavra de ordem reivindicativa, ela tem de apontar o objetivo que é necessário alcançar e não aquele que é “possível” obter.

 

  

 

 

Print Friendly and PDF

Autoria e outros dados (tags, etc)

Partido Comunista da Grécia (KKE)

 

Lénine entrou em conflito agudo com aqueles, como Bernstein, que argumentavam ser possível a reforma do capitalismo e a gradual transformação reformista da sociedade.  Posteriormente, as visões do eurocomunismo ganharam algum terreno, visões a argumentarem que comunistas podem transformar o Estado numa direção a favor do povo, através da via parlamentar e da expansão da democracia.

 

 

 

Print Friendly and PDF

Autoria e outros dados (tags, etc)

Armiche Padrón(1)

Tradução do castelhano de PAT

 ... o revisionista – o de ontem e o de hoje, da Europa e da América Latina –, assume que os cartéis e os trusts (privados e públicos) conseguem que as crises do capitalismo sejam cada vez mais raras e superficiais, uma vez que são capazes de atenuar as contradições de classe.

 

 

 

Print Friendly and PDF

Autoria e outros dados (tags, etc)


Nota dos Editores

A publicação de qualquer documento neste sítio não implica a nossa total concordância com o seu conteúdo. Poderão mesmo ser publicados documentos com cujo conteúdo não concordamos, mas que julgamos conterem informação importante para a compreensão de determinados problemas.


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.