Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Federação Sindical Mundial (FSM)

Esta foi uma vitória estratégica decisiva para o futuro da humanidade. Alterou a correlação mundial de forças a favor dos trabalhadores e dos povos e impulsionou os movimentos de libertação nacional e a descolonização. Foi neste histórico caminho que, em 3 de outubro de 1945, foi criada a Federação Sindical Mundial.

 

Sem Título00.jpg

 

Vitória Antifascista

Em 9 de maio de 1945, na Berlim ocupada pelo Exército Vermelho, os nazis assinaram a sua rendição perante a União das Repúblicas Socialistas Soviéticas, pondo fim à II Guerra Mundial, ou Grande Guerra Patriótica.

Em 22 de junho de 1941, os nazis haviam invadido as fronteiras soviéticas e chegaram às portas de Moscovo, mobilizando cerca de 4,5 milhões de soldados, com o apoio de 600.000 veículos, 750.000 cavalos e cerca de 2.700 aeronaves (mais da metade da força aérea alemã). Forçados a recuar pela resistência, a nova estratégia nazi visou tomar o controle de Estalinegrado, onde, em julho de 1942, se iniciou a mais cruel e violenta batalha de toda a guerra.

O Exército Vermelho e o povo armado resistiram à conquista de cada quarteirão, cada rua, cada casa, cada divisão. Formaram-se milícias operárias. Um dos palcos desta luta heroica foi a fábrica de tratores, onde os trabalhadores entraram em luta contra tropas invasoras fortemente armadas. No dia 2 de fevereiro de 1943, Estalinegrado foi libertada.

Quando o Exército Vermelho já avançava sobre a capital do Estado nazi, Hitler suicida-se, no dia 30 de abril e, no dia 9 de maio de 1945, os alemães aceitam a rendição perante os soviéticos.

Esta foi uma vitória estratégica decisiva para o futuro da humanidade. Alterou a correlação mundial de forças a favor dos trabalhadores e dos povos e impulsionou os movimentos de libertação nacional e a descolonização. Foi neste histórico caminho que, em 3 de outubro de 1945, foi criada a Federação Sindical Mundial.

Contudo, 73 anos depois, a ameaça de uma nova Guerra Mundial volta a pairar sobre as relações internacionais. O imperialismo dos EUA e os seus aliados da Organização do Tratado do Atlântico Norte (NATO) promovem conflitos que ameaçam seriamente a paz mundial e, através de antigas e novas formas, fazem crescer o fascismo e a intolerância, em múltiplas dimensões.

A FSM saúda o aniversário desta epopeia, reafirmando os seus compromissos com a defesa da paz mundial, dos direitos dos povos – em particular, da classe operária – e está  convicta da perspetiva socialista como o futuro da humanidade.

Viva o 9 de maio de 1945, dia da vitória da União Soviética sobre o nazifascismo!

Os serventes da exploração e do imperialismo que, hoje, tentam reescrever os factos históricos com calúnias e mentiras, têm de falhar.

Reverência eterna aos milhões de soldados e aos homens e mulheres que tombaram nesta missão em prol da Humanidade!

 

O Secretariado

 

Fonte: publicado em 2018/05/08, em http://www.wftucentral.org/long-live-the-may-9th-epopee/, acedido em 2018/05/09

 

Tradução do inglês de PAT

 

 

Print Friendly and PDF

Autoria e outros dados (tags, etc)



Nota dos Editores

A publicação de qualquer documento neste sítio não implica a nossa total concordância com o seu conteúdo. Poderão mesmo ser publicados documentos com cujo conteúdo não concordamos, mas que julgamos conterem informação importante para a compreensão de determinados problemas.


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.